Publicado por: debcaroli | junho 11, 2010

Simpósio da Ablirc em Pindamonhangaba

XIV Fórum Paulista de Liberdade Religiosa e Cidadania recebe mais de 300 pessoas na Câmara Municipal
O evento aconteceu no dia 11 de junho, e teve apoio da TV Novo Tempo na divulgação. Na abertura, o vereador José Alexandre Faria destacou a iniciativa e que deve ser incentivada e apoiada.
“Pindamonhangaba sente-se honrada em sediar esse Fórum sobre Liberdade Religiosa. Em nome do presidente da Câmara,  agradecemos a presença de todos e colocamos o espaço dessa Casa de Leis à disposição para novas iniciativas  semelhantes”, completou o parlamentar.
O secretário da entidade, doutor Alcides Coimbra, falou sobre princípios que devem ser observados diante dos casos de violação ao direito à liberdade religiosa:
“O instituto da objeção de consciência é um instrumento legítimo, mas pouco compreendido ainda. O princípio da isonomia muitas vezes invocado nos casos envolvendo a liberdade religiosa, carece de melhor compreensão, pois não há maior desigualdade do que querer tratar de forma igual os desiguais”.
A presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB-SP,  doutora Damaris Dias Moura Kuo, relatou os trabalhos e da visão vanguardista do presidente  Luiz Flávio Borges D’Urso, ao criar um instrumento tão importante para acompanhamento das demandas sobre liberdade religiosa para que os advogados possam debater os temas de interesse.
“Há que se fazer um trabalho de sensibilização das instituições jurídicas sobre esse tema, sobretudo o judiciário”, observou Damaris.
O educador Jefferson Castilho enfatizou a importância da família no processo de educação das crianças e adolescentes.
“Se tem havido uma postura preconceituosa para com os diferentes, que seja corrigida, pois as crianças e jovens aprendem pela observação e imitação”, exortou Castilho.
No encerramento, o Promotor de Justiça doutor Paulo José de Palma reafirmou o compromisso do Ministério Público em acolher e dar o devido encaminhamento às demandas da sociedade, inclusive nos casos de violação da liberdade religiosa.
Segundo o presidente da Ablirc – Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania, Samuel Luz, as intervenções foram positivas e a a sociedade esteve bem representada por pessoas de influência e autoridades como:
Dr. Vicente Lagioto, Delegado de Polícia; Dr.  Paulo José de Palma, Promotor de Justiça; Jornalista Fábio de Sá, da TV Novo Tempo, Flávio Ferraz, Diretor da ADRA do Vale do Paraíba; Dr. Marcel Afonso Barbosa Moreira, Secretário Geral da OAB-Pindamonhangaba; Vereadora Geni Dias; Pr. Abner Ferreira Cerqueira, presidente do CNPB, Conselho de Pastores do Brasil, capítulo de Pindamonhangaba e região; o sacerdote Hare Krishna Loka Saksi Dasa; Davi dos Santos Barbosa, da Igreja Fonte da Vida; Dr. José Carlos Cataldi, presidente do PDT; Pr. Alex Robson, da Igreja Adventista do Sétimo Dia; Pr. José Alencar Lopes Júnior, da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, Secretário Executivo do CNPB.
Anúncios

Responses

  1. Bela iniciativa para enaltecer e reconhecer a necessidade da efetivação do princípio da liberdade religiosa no Brasil e no mundo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: